LEILÃO DO TRT5 POLO SALVADOR - BA ( 2ª Chamada )

Em Breve
Online
JUDICIAL


Comitente: TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO - BAHIA

Aguardando o resultado da 1ª Chamada!

Neste leilão os Imóveis podem ser parcelados. Tem uma proposta de compra diferente?

Envie para o e-mail: [email protected]


               ATENÇÃO!                

OS LOTES QUE IRÃO COMPOR ESTE LEILÃO SERÃO OS MESMO DO LEILÃO DAS 8:30H QUE NÃO FORAM VENDIDOS

       Neste Leilão Segunda chamada que ocorrerá as 12:00h do dia 03/02/2020 os Bens imóveis que não forem vendidos na primeira chamada poderão ser arrematados e parcelados em até 30x com 25% de entrada. Também poderá ser deferido pedidos de propostas realizadas com pedido de revisão de lance mínimo tanto para bens móveis quanto para bens imóveis.

        Caso deseje realizar alguma compra em codições diferentes favor formalizar a sua proposta para que possamos submeter a do juizo pelo e-mail [email protected] Sendo aprovada os valores e/ou condições de pagamento o lote retornará nesta segunda chama nas condições aprovadas.

 

      IMÓVEIS   

O imóvel é ofertado à venda como coisa certa e determinada (venda ad corpus), sendo apenas enunciativas as referências neste edital; nenhuma diferença porventura comprovada nas dimensões dos imóveis pode ser invocada, a qualquer tempo, como motivo para compensações ou modificações no preço ou nas condições de pagamento, ficando a cargo e ônus do adquirente a sua regularização, as reformas que ocasionem alterações nas quantidades e/ou dimensões dos cômodos, averbação de áreas e/ou regularização, quando for o caso, arcando o adquirente com as despesas decorrentes.

As dívidas no caso de bens imóveis, pendentes de IPTU e Taxas Municipais, anteriores à data da imissão de posse, não serão transferidas ao arrematante, por se tratar de aquisição originária; todavia, o arrematante arcará com despesas de condomínio previstas ou não no edital, bem como outras obrigações civis referentes à coisa, tais como: ITBI, e despesas cartorárias para registro da Carta de Arrematação

     VEÍCULOS   

No caso de bens automotores (veículos, motocicletas, embarcações, aeronaves), o arrematante não arcará com os débitos de impostos sobre a propriedade, eventualmente existentes antes do leilão, nem com as multas pendentes, que são de responsabilidade pessoal do proprietário anterior, salvo as dispostas explicitamente no edital, respondendo, porém, com as taxas de transferência.

      DEMAIS BENS    

Quanto aos demais bens, quaisquer dívidas e ônus anteriores ao leilão não serão transferidos ao arrematante, salvo aqueles relacionados à transferência dos bens, inclusive de ordem tributária conforme o caso.

     CONDIÇÕES E FORMAS DE PAGAMENTO   

Os bens móveis e imóveis deverão ser pagos à vista e por quantia igual ou superior ao valor o lanço mínimo, devendo o valor referido ser pago através de guia de depósito judicial ou outro meio de pagamento emitido pelo banco credenciado por esta Justiça Especializada, no prazo de 48 horas.

Seja o pagamento na modalidade à vista ou parcelado, o licitante deverá, necessariamente, apresentar o seu lanço diretamente no site do leiloeiro, somente se admitindo lanços na modalidade eletrônica, conforme Resolução CNJ 236/2016: Art. 22. Durante a alienação, os lances deverão ser oferecidos diretamente no sistema do gestor e imediatamente divulgados on-line, de modo a viabilizar a preservação do tempo real das ofertas.

Não será admitido sistema no qual os lances sejam realizados por e-mail e posteriormente registrados no site do leiloeiro, assim como qualquer outra forma de intervenção humana na coleta e no registro dos lances.

Ficam ainda cientificadas as partes e demais interessados que, do valor da arrematação serão acrescidos 5% em prol do leiloeiro oficial nomeado (conforme parágrafo único do art. 884 do CPC e parágrafo único do art. 24 do decreto Lei 21.981, de 1932), ficando esse ônus a cargo do arrematante, sem prejuízo do valor total da arrematação; o referido percentual (comissão do leiloeiro) deverá ser pago diretamente ao leiloeiro, na modalidade por este estipulada (boleto, cartão, depósito bancário etc.).

     CONDIÇÕES PARA PARCELAMENTO  

Os bens imóveis que, na 1a chamada da hasta, não tiverem oferta para pagamento à vista serão realocados em 2a chamada da hasta, no mesmo dia, às 12:00h, em momento posterior, quando, então, serão admitidos pagamentos parcelados.

Na alienação de bens móveis não é permitido o parcelamento.

Na alienação de imóveis é permitido o parcelamento, de acordo com o art. 895, § 1º, do CPC, com sinal à vista de, pelo menos, 25% (vinte e cinco por cento), e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, sendo as parcelas corrigidas monetariamente pelo IPCA-E, ficando o imóvel hipotecado até a quitação da dívida (art. 895, I, II, § 2º, do CPC), devendo o sinal ser depositado no prazo de 48 horas.

Na hipótese de oferta de lance parcelado, tal intenção deverá ser expressamente manifestada pelo licitante, por escrito, online, diretamente no site do leiloeiro oficial, sob pena de se presumir que o pagamento será efetivado em parcela única.

      OBSERVAÇÕES GERAIS    

A proposta de pagamento do lance à vista sempre prevalecerá sobre as propostas de pagamento parcelado, desde que os lances tenham idêntico valor.

Não sendo depositado o sinal pelo detentor da melhor proposta, esta será descartada e serão convocados os proponentes representantes da segunda e, caso necessário, da terceira melhor proposta, e assim sucessivamente, caso em que serão notificados os proponentes e o executado.

Findos os prazos previstos nos itens anteriores, e inexistindo remição, a melhor proposta recebida será anexada aos autos pelo leiloeiro oficial, para análise do juiz, e, sendo deferido pelo magistrado, ato contínuo será lavrado o Auto de Arrematação que será assinado pelo juiz e pelo arrematante e, se presentes, o credor e o executado. Expedido o Auto de Arrematação e, transcorrido o prazo de impugnação (CPC, art. 903, § 2º), lavrar-se-á a Carta de Arrematação ou o Mandado de Entrega. A Adjudicação está condicionada aos termos do Art. 876 e do Art. 892, §2º, do CPC.

     RETIRADA DOS BENS   

A entrega/retirada dos bens far-se-á mediante a apresentação do Auto de Arrematação, que estará disponível ao Arrematante pelo prazo de 15 dias, mediante comparecimento ao Núcleo de Hastas Públicas (Polo Salvador) ou Secretarias das Varas (Polo interior), a contar do término do prazo de 10 dias, no caso do Polo de Salvador, ou a contar do recebimento da documentação relativa ao leilão pelas Varas de Origem, no caso dos processos do Polo do Interior; findo esse prazo os referidos autos serão enviados às Varas de origem.

     VISITAÇÃO   

Os bens móveis encontram-se sob a guarda da parte executada ou do leiloeiro oficial ou do depositário.

Para maiores informações sobre as regras do leilão, condições de alienação, advertências, sobre os bens ofertados, sobre a necessidade de cadastramento prévio dos interessados em participar, sobre quem pode arrematar, fazer o download do edital.

________________________________________

Leiloeiro Oficial: Rudival Júnior

Telefone: 71 98211-2013

Lista de Lotes desse Leilão

NENHUM LOTE ENCONTRADO NO MOMENTO